Ransomware
Se seus arquivos foram encriptados, aceitamos o desafio de analisar seu caso.

Ransomware ALPHV BlackCat

O ransomware ALPHV BlackCat é o mais novo grupo que tem chamado atenção por ter o malware mais avançado dos últimos anos. O grupo foi apenas o terceiro grupo a conseguir escrever a sua cepa em linguagem Rust, essa linguagem é a mais segura e confiável que as usadas pelos demais grupos ransomware, que usam a linguagem em C e C ++. 

O grupo ainda é bem recente, mas já mostra um grande potencial para alcançar o mesmo nível dos ransomware REvil Sodinokibi e Darkside chegaram. O BlackCat utiliza a tática de RaaS (Ransomware a as Service), o grupo têm oferecido o seus malware em fóruns da Dark Web. 

O ransomware ALPHV foi desenvolvido para atacar os sistemas operacionais Windows, Linux e VMWare eSXI. Poucos grupos conseguiram essa proeza. 

Além de todos esses recursos, o ransomware se move lateralmente pela rede interna da empresa desativando todas as proteções da mesma e, após isso, instala cópias de si mesmo em vários computadores para assim alcançar os máximo de arquivos possíveis. 

O grupo divulgou em um fórum que a sua encriptação pode ser feita de quatro formas diferentes, que são: 

  • Full – criptografia completa do arquivo. O mais seguro e lento.
  • Fast – criptografia dos primeiros N megabytes. Não recomendado para uso, a solução mais insegura possível, mas a mais rápida.
  • DotPattern – criptografia de N megabytes por meio de M passo. Se configurado incorretamente, o Fast pode funcionar pior tanto em velocidade quanto em força criptográfica.
  • Auto – Dependendo do tipo e tamanho do arquivo, o armário (tanto no Windows quanto no * nix / esxi) escolhe a melhor estratégia (em termos de velocidade / segurança) para processar os arquivos.

Isso mostra a seriedade e o avanço desse grupo em comparação a outros grupos. Além da Tática RaaS, o grupo também utiliza a dupla extorsão, que consiste em encriptar e extrair arquivos que serão usados para chantagem, caso a vítima não pague o resgate imposto pelo grupo, os arquivos serão vazados em um site criado especificamente para a empresa vítima.

Recuperar dados Ransomware ALPHV BlackCat

Recuperar Arquivos Encriptados por Ransomware ALPHV BlackCat

O ransomware ALPHV BlackCat tem se mostrado como um dos mais preocupantes grupos de um futuro próximo, ainda que hoje eles não possuam grandes ataques, mas por tudo o que eles têm mostrado a sua capacidade destrutiva é muito grande. 

A boa notícia é que existem empresas, como a Digital Recovery, com a capacidade e tecnologia para recuperar dados encriptados por ransomware. 

Esse tipo de recurso não resolve todas as consequências do ataque, mas diminui drasticamente o prejuízo que poderia ser causado pela falta de acesso aos dados. Esse tipo de recurso é ideal para empresas que necessitam de ter acesso aos seus arquivos disponíveis para o seu funcionamento pleno. 

Diante desse cenário, a Digital Recovery desenvolveu tecnologias capazes de recuperar dados encriptados por praticamente qualquer dispositivo de armazenamento como HDs, SSD, Banco de Dados, Storages, Sistemas RAID, Máquinas Virtuais e outros. 

Desenvolvemos processos exclusivos que são personalizados para atender a necessidade real de cada cliente, todos esses processos são respaldados pela LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e ainda disponibilizamos o Acordo de Confidencialidade (NDA). A recuperação é feita em um ambiente totalmente seguro. 

Entre em contato conosco e inicie o processo de recuperação agora mesmo.

FAQ | Recuperação de Ransomware

A cada dia, os ataques ransomware ficam cada vez maiores. Após uma tentativa de ataque bem sucedida, o ransomware mapeia rapidamente os arquivos mais importantes do usuário para iniciar a criptografia. Arquivos Microsoft Office, bancos de dados, PDFs e design estão entre seus principais alvos.

Os ransomware foram desenvolvidos para serem imperceptíveis, podendo assim, desativar todas as defesas do sistema sem serem notados e iniciarem o processo de encriptação dos arquivos. Ainda que o ransomware possa passar despercebido pelo sistema, ele ainda pode ser notado pelo usuário, porque o ransomware usa os recursos do próprio sistema para fazer a encriptação, isso pode deixar o sistema lento. O ransomware também altera as extensões de arquivos. Por isso, fique atento a esses sinais: Sistema com lentidão e extensões sendo acrescentadas aos arquivos.

Para saber mais, fale com nossos especialistas.

Sim, é possível. Você pode reiniciar o computador em modo de segurança o que irá limitar a ação do ransomware pois os recursos do sistema estarão bloqueados. Você também pode desconectar o computador da internet o que pode interromper a conexão dos hackers com o seu sistema, é válido lembrar que existem ransomware que funcionam mesmo sem estarem conectados à internet. Você também pode iniciar o diagnóstico para identificar ameaças com o seu antivírus, a grande maioria dos antivírus possuem essa função. 

Mas, há casos em que a encriptação foi interrompida pelo usuário, alguns arquivos já tinham sido afetados e isso causou um erro na encriptação e, nem os hackers puderam restaurar os arquivos, mesmo com a chave de descriptografia. Nesses casos apenas uma empresa de recuperação de dados, como a Digital Recovery, poderá recuperar os arquivos.

Para saber mais, fale com nossos especialistas.

Sim, os ataques costumam acontecer, principalmente, em feriados e fins de semana, durante a madrugada. Esses dias são escolhidos, pois não há muitos usuários ativos no sistema, o que evita que o ataque seja descoberto antes que a encriptação seja concluída.

Para saber mais, fale com nossos especialistas.

A grande maioria dos ransomware usam a encriptação RSA [Rivest-Shamir-Adleman]-2048 e AES [Advanced Encryption Standard].

Para saber mais, fale com nossos especialistas.

Antes de qualquer coisa, não faça o pagamento do resgate. Não importa o que os hackers falem, não há garantias de que de fato a chave de descriptografia será liberada após o pagamento do resgate. 

A primeira coisa a se fazer, é informar as autoridades sobre o ataque, os governos possuem departamentos especializados em crimes virtuais que irão investigar o ataque. Após isso, verifique se os backups foram atingidos, caso tenham sido afetados apenas uma empresa especializada na recuperação de dados poderá recuperar os seus arquivos, esse é o passo seguinte. Entrem em contato com a Digital Recovery que irá te auxiliar na recuperação completa dos seus arquivos.

Para saber mais, fale com nossos especialistas.

Após o primeiro contato e envio da mídia afetada iremos diagnosticar o dispositivo para verificar a extensão dos danos causados pelo ransomware, com isso podemos projetar a duração do processo, e disponibilizarmos o orçamento para o cliente. Após a aprovação por orçamento por parte do cliente, iniciamos o processo de recuperação, para isso possuímos softwares exclusivos que podem, com ajuda dos nossos especialistas, reconstruir os dados. 

Caso o cliente opte pela recuperação remota, ao invés de nos enviar a mídia, ele enviará os arquivos encriptados para um ambiente virtual, que é totalmente seguro, para que assim possamos acessá-los. 

Após o término do processo nós faremos um double check  para que o cliente possa verificar a integridade dos arquivos recuperados.

O pagamento só é feito após a entrega dos arquivos e a validação do mesmo feito pelo cliente.

Para saber mais, fale com nossos especialistas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Redação Digital Recovery
Redação Digital Recovery
O Team Digital Recovery é composto por especialistas em recuperação de dados que, de uma forma simples, tem o intuito de levar informação sobre as últimas tecnologias do mercado, além de informar sobre a nossa capacidade de atuar nos cenários mais complexos de perda de dados.
Estamos Sempre Online
Preencha o formulário e nós entraremos em contato com você para iniciar a recuperação de seus dados.
Para garantir uma melhor experiência em nosso site, ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies de acordo com nossa política de privacidade.