Aceitamos o desafio de recuperar os seus dados perdidos.

Dedup – Eliminação de Dados Duplicados

Dados duplicados

Hoje em dia é muito comum em servidores de arquivos, conhecidos como file server, encontrarmos diversos arquivos duplicados, nos quais resultam em problemas de espaço em disco. 

Esse tipo de problema é muito sensível atualmente, pois o crescente aumento do volume de dados nas corporações é um assunto recorrente em reuniões de planejamento de capacidade. Normalmente a complexidade em gerenciar os dados é proporcional à massa de dados alocadas no ambiente.

Um recurso conhecido como deduplicação de dados (Data Deduplication) surgiu para apoiar neste desafio, pois o recurso permite otimizar ao máximo os dados alocados em disco, reduzindo assim, o desperdício do precioso espaço destinado aos volumes lógicos.

O data deduplication é uma tecnologia baseada em software e/ou hardware que permite maximizar ao máximo o uso da capacidade em disco, fazendo-se assim a não necessidade de armazenamento do mesmo arquivo várias vezes.

A assertividade sobre a eliminação dos dados duplicados está muito atrelada ao tipo de arquivo alocado no volume, porém, segundo a Microsoft, temos uma taxa de economia de 30% a 90%.

Após diversos testes em laboratório, a Microsoft divulgou uma lista contendo os principais serviços/tipos de servidores que possuem uma boa aderência ao adotarem Data Deduplication:

Serviços/tipos de servidores

  • Servidores de Arquivos;
  • Datastore para ambientes virtualizados;
  • Repositórios de backups SQL Server e Exchange Server.
  • Da mesma forma que existem cenários com boa aderência, vamos listar os cenários que não possuem uma boa aderência para a implementação de Data Deduplication:

Cenários que não possuem uma boa implementação

  • Hosts Hyper-V;
  • Servidores WSUS;
  • Servidores rodando SQL Server ou Exchange Server;
  • Arquivos com tamanho próximo a 1 TB ou que sejam maiores que isso.

Para que você possa ter mais embasamento na hora de classificar como elegível ou não o seu ambiente para adotar a tecnologia Data Deduplication, seguem mais algumas considerações técnicas importantes:

Considerações técnicas

  • O volume lógico alvo não pode ser o de inicialização associado ao sistema operacional;
  • A partição pode ser MBR ou GPT;
  • Arquivos criptografados e arquivos menores que 32 KB não são processados pelo Data Deduplication;
  • Dispositivos removíveis não são suportados.

A implementação do recurso data deduplication proporciona muitos resultados positivos para as corporações. Dentre eles, podemos ressaltar a redução do espaço utilizado para armazenamento de dados, maior agilidade na realização e restore de backups e, redução do custo de investimento em TI, liberando assim o budget para outros projetos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Isaias Sardinha
Isaias Sardinha
Isaias Sardinha, CEO e fundador da Digital Recovery, atua há mais de duas décadas na recuperação de dados perdidos, é perito em disaster recovery e no desenvolvimento de tecnologias para recuperação de dados, como a Tracer, ferramenta capaz de recuperar dados em RAID System, Storage, Máquinas Virtuais, Banco de Dados e Ransomware.
Estamos Sempre Online
Preencha o formulário e nós entraremos em contato com você para iniciar a recuperação de seus dados.
Confira outros artigos que você pode gostar

Conheça mais sobre a recuperação de dados e as inovações do universo da tecnologia.

Para garantir uma melhor experiência em nosso site, ao continuar navegando, você concorda com o uso de cookies de acordo com nossa política de privacidade.